Notícias

Crianças do 1º Ciclo aprendem a preparar lanches saudáveis



"Culinária para crianças - Lanches saudáveis" é o nome da actividade que está a ser desenvolvida pela associação Biogleba, em parceria com a União de Freguesias das Caldas da Rainha – Santo Onofre e Serra do Bouro, nas escolas deste território.

Os técnicos da associação têm-se deslocado às escolas da União de Freguesias para preparar lanches saudáveis que depois podem ser feitos pelas próprias crianças em casa.

Os lanches são preparados utilizando alimentos não processados e provenientes do comércio local, além de haver uma sensibilização contra a utilização de plásticos, apelando-se ao consumo de alimentos que se descasquem, em vez daqueles que se desembalam.

As receitas confeccionadas têm sido bolinhas energéticas feitas com ingredientes como cenouras, alperces, aveia, amêndoas e maçã desidratada.

Esta atividade, financiada pela União de Freguesias, permite desenvolver a autonomia e criatividade nas crianças, bem como a sua relação positiva com a comida. Por outro lado, apresenta benefícios ao nível da promoção de estilos de vida mais saudáveis e sustentáveis.

As sessões têm a duração de uma hora, integrada no horário escolar, de forma a não retirar às crianças o seu tempo de brincadeira livre.

O presidente da União de Freguesias, Jorge Varela, tem participado em algumas destas sessões e salienta a importância que um projecto como este tem para a saúde dos mais novos e não só.

“Temos todos de aprender a comer melhor e de uma forma mais saudável”, salientou.

Os lanches saudáveis fazem parte de uma actividade que se enquadra na promoção dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, nomeadamente, o objectivo 2 - "alimentação" e o objectivo 12- "produção e consumo sustentáveis".

“Esta foi uma forma prática e divertida de conseguirmos sensibilizar as crianças para questões de saúde e ambientais, enquanto desenvolvem competências práticas da vida diária e ainda desenvolvem o currículo formal de estudo do meio, através do tema da alimentação (que carece cada vez mais de atenção, dados os maus hábitos alimentares generalizados) e matemática (pelas medidas de cada ingrediente nas receitas)”, explica Tiago Fidalgo, presidente da associação.

O principal enfoque da actividade está na relação positiva das crianças com a comida saudável. Mas são também objetivos principais o desenvolvimento da autonomia e da criatividade nas crianças, e a promoção de estilos de vida mais saudáveis e sustentáveis.

No total o projecto engloba seis escolas na União de Freguesias, que fazem parte do Agrupamento de Escolas Raul Proença, Colégio Rainha D. Leonor e Infancoop. São abrangidos 207 alunos, divididos por 10 turmas do 1º Ciclo.

“As crianças demonstram sempre muita euforia aquando a realização da actividade, por se tratar de uma actividade prática”, refere Tiago Fidalgo. “No que respeita à parte teórica, ficam sempre espantados com o impacto do açúcar no seu organismo. Mas, no geral, estão muito conscientes daquilo que são ‘lanches saudáveis’ e gostam de desenvolver a receita”, acrescenta.

Na sua opinião, as crianças, no geral, estão muito sensibilizadas e conscientes para aquilo que é uma alimentação saudável.

“Contudo, têm de forma muito acessível alimentos processados, açucarados e normalmente embalados”, lamenta.

É por isso que salienta a importância do papel dos pais e da disponibilidade destes para dar continuidade a este tema. “Muitas vezes são estes quem preparam as lancheiras dos filhos e, por falta de tempo ou conhecimento, não tomam as decisões mais conscientes e acertadas”, comenta.

No âmbito das suas visitas às escolas tem notado que há grandes diferenças entre as várias crianças da mesma turma em relação ao que comem. “Há crianças que continuam a levar donuts ou pão com chocolate de barrar para o lanche, e crianças que levam uma peça de fruta ou frutos secos”.

A Biogleba no passado contou com o apoio da "BIO'S MERCADO BIOLÓGICO" e da "MERCOIBERIA". Actualmente, para o desenvolvimento desta actividade, contam com o apoio da "GRANEL DA RAINHA" e da "MERCEARIA PENA" – lojas regionais, geridas por pessoas locais, que fornecem ingredientes “que tentamos que tenham de viajar o menos possível para chegar às nossas escolas”.

A associação Biogleba foi criada em Novemnro de 2019 e tem a sua sede no Centro da Juventude das Caldas da Rainha.

É uma associação juvenil que tem como principais objectivos o respeito pela natureza, a educação integral das crianças e a cidadania activa dos jovens. Visa o desenvolvimento comunitário e protecção ambiental, assente nos princípios do respeito, sustentabilidade e não discriminação.

A Biogleba tem vindo a desenvolver diversas atividades, de entre as quais se destacam: workshops de culinária, Forest School para crianças, sessões de activismo ambiental, divulgação do desporto adaptado e Encontros de Mães.